Por que a vulnerabilidade será uma característica fundamental para os líderes pós-COVID?

Sabe aquela pessoa que nunca transmite sentimento, dor ou empatia? Bom, provavelmente

ela não se destaca em habilidades interpessoal.


O problema é quando essas pessoas ocupam cargos de gestão ou são simplesmente

líderes por outros fatores. Demonstrar a perfeição que não temos e blindar qualquer tipo de

adversidade que esteja acontecendo, não é uma das maneiras mais inteligentes de lidar

com tudo isso hoje.


A COVID-19 virou sim o "mundo de cabeça para baixo", mas serviu também para

escancarar os diversos problemas que encontramos em muitos ambientes corporativos, por

exemplo.


Estamos lidando com um tipo muito raro de pandemia e suas consequências, porém, é

preciso entender certos ensinamentos deste período.


A vulnerabilidade como humanização do líder


Vamos ser sinceros: quem nunca sentiu vontade de "virar a mesa" durante o trabalho na

frente de todo mundo mesmo?


Eu sei que você já passou por isso. Esconder certos problemas e defeitos da sua equipe,

não fará de você um líder melhor, apenas um centralizador que não sabe/tem medo de se

expressar.


A demonstração da nossa vulnerabilidade é a ponte que nos conecta com a humanização.

Eu, você, seus colaboradores, todos nós erramos e temos medo, e na boa... Tá tudo bem!


O reconhecimento total dos seus erros contradiz os líderes que estão acostumados a

apresentar uma frente mais polida e perfeccionista. Abraçar esse desconforto pode

estimular oportunidades para o negócio como um todo.


Nenhuma virtude sua como líder será diminuída se você começar a expor as suas

vulnerabilidades.


Os medos e adversidades nos conectam muito mais do que as nossas virtudes. Isso

acontece por causa da transparência que transmitimos ao expôr o nosso temor por alguma

situação, onde deixamos de tentar atingir ao perfeccionismo.


Conclusão


Quando é verdadeiro, mostrar vulnerabilidade pode promover uma mistura de respeito,

admiração, empatia e lealdade, que cultiva uma força de liderança que simplesmente não

pode ser alcançada ou imitada de outra maneira.

2 visualizações0 comentário